Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Bipolaridade

A tua bipolaridade está a dar cabo de mim. Os planos diluem-se nas gotas que fazes precipitar. Os casacos compridos estão de volta e as sandálias não param de andar à volta nas prateleiras da sapateira, cá de casa. Eu gosto muito de chuva, sim. Mas quando o meu sofá estava quente. Quando a televisão me entretia e nos entretíamos em menos de nada, no abraço um do outro. Quando um dia cinzento era o pretexto ideal para me enrolar no cobertor e ficarmos ali (aí). Atencioso santo da chuva, por favor seleciona cuidadosamente o teu climax. Em menos de nada estarei em casa. E aí sim, poderás violentamente fazer a chuva bater na minha janela e embalar o meu sonho. Sem novidades, o mesmo sonho de sempre.

tumblr_maglquEQDI1rg99ibo1_500_large.jpg