Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Completas-me

Há muito que os nossos olhares se cruzaram. Naquele dia, embriagados pelas luzes de uma noite de festa e uma roda gigante de pessoas barulhentas. Abeiraste-te de mim e num inocente gesto, ajoelhado aos meus pés "queres casar comigo?". Nada aflita agarrei a tua mão e dançamos noite dentro. Como se aquilo significa-se "sim", e eu nem te conhecia. As estrelas estavam a conspirar a meu favor. E eu adorei. Detestava passear de mãos dadas contigo pela rua. Eram raras as vezes que te agarrava. E te beijava publicamente. Dificilmente declarava o meu amor por ti. Era livre. Espontânea. Divertida. Amarga. Estranha. Era no fundo estranhamente eu, fiel a mim, e à nossa perfeição. Não me preocupava que nos achassem estranhos de nós. Porque os estranhos eram eles. Invadiam o nosso café, com os seus beijos melosos e os abraços que não se descolavam. O meu olhar perplexo colava-se neles, e quase me distraía de ti. Como eu gostava do nosso amor livre. Eu saía com os meus amigos e tu com os teus. E no dia a seguir a saudade até parecia maior. Queria correr para te contar como senti a tua falta, como me senti incompleta sem estares ali. Era como se todos os dias te amasse de novo, mas melhor. Os castelos encantados. As noites quentes. O brilho no teu olhar. As saudades que eu tenho daquele amor, de nunca te disse, mas que era só nosso, que me deixa estranhamente apaixonada por ti. Até hoje. E até sempre. Porque te amo. E tu amas-me?"

IMG_20160608_103616.png

 

* Completas-me é a rubrica mais recente, do blog da Carolina. Em nome do amor ela desafiou-me a escrever para a sua rubrica. Não poderia estar mais feliz com o resultado. Espreita a doce Carolina e a forma como me

completou.

2 comentários

Comentar post