Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

O meu sono é um sacana

O meu sono é um sacana da pior espécie. E tu ajudas. Há noite a tramóia é a mesma de sempre. Sento-me delicadamente no sofá numa posição vertical e de quem está francamente interessada na série que estar a passar na televisão. Docilmente, o sofá acolhe-me, possui vida própria e faz-me escorregar sobre ele, até que de repente estou confortávelmente deitada. Eu quero ver a série mas o meu sono não concorda comigo. Vontade eu tinha. "O meu sono não funciona há mesma hora do que eu". Depois há aqueles dias em que até tenho a manhã toda para dormir, e o meu sono não aceita. Acorda-me logo de manhãzinha, como se um dia de trabalho se tratasse. E às segundas, a vida boêmia acaba. Ele devia prontamente eliminar-se, evitando que carregue mais do que um vez no adiar do despertador, mas até aí ele é safado, é faz o que quer. O que tem de bom é que o pesadelo acaba, com sono ou sem sono. E é isto, és um bandido e hoje cheguei atrasada por tua causa.

bocejo03.jpg