Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Será aquilo que quero que seja

Sou apaixonada. Por mim. Por ti. Pela vida. E em nome próprio decidi escrever. Não penses que vou falar o tempo todo de amor. Porque às vezes vai mesmo apetecer-me falar daquilo que não queres ouvir. Muitas vezes diziam-me: "Rita, porque não escreves um livro?" Ora, porque não sou escritora. Seria preciso uma certa classe e domínio linguístico que não possuo. Mas a verdade, é que o vício de escrever amplificou. Gosto de jogar para cima do teclado palavras soltas que se entretêm entre si. Que constroem opiniões e te dizem quem sou. Em nome do amor, do meu amor pela vida, cresceu o espaço, que não será o livro, será aquilo que eu quero que seja, todos os dias, quando pegar na imaginação e no coração e começar a escrever. A escrever-te.