Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Em nome do amor

É em nome do amor, e talvez por amor. É com nome próprio e de alma própria. É o lugar onde as palavras são mais do que elas. São simplesmente aquilo que quero que sejam, amor.

Até que a morte nos separe

Somos corpo vivo, proprietário de uma alma viajante. Não sei porque temem tanto a morte se é a vida que nos rouba. A morte, a destemida força suprema, guarda-nos perpetuamente. Deixa-nos a lembrança de que exististe de fato. Os sinos tocam. As vozes entoam. Os corações choram. Os gritos, as lágrimas e a dor reúnem a triologia do luto. E o silêncio ouve-se. Querida vida: quero viver-te muito, partilhar tudo contigo e se puderes evita que me magoem. Evita que seja fraca e lingrinhas. E quando a força suprema chegar, que os anjos esperem por mim. Que os vivos me cerquem de girassóis. E que dancem, até que a morte nos separe.

tumblr_static_30yqjrvepco4w8gs8w4s08ocw.jpg

 

Saudades. Saudades de tudo

São dias como o de hoje que me mostram que já sou crescida. As minhas sementes rebentam a olhos vistos, tanto que não tarda serão flores enormes, no cimo da minha montanha. Viajei no tempo. E não sabia se quer que iria ficar tão nostálgica, afinal já fui umas quantas vezes finalista e nunca me importei tanto assim. Agora que estou do lado de cá parece que sinto tudo muito mais intenso. Como estou orgulhosa de os ver crescer. A escola termina, mas a aprendizagem não. E eu tenho uma vantagem sou a professora da hora extra, e com isso o tempo é maior para nós. Fizeram-me lembrar as amigas de infância, os abraços sinceros, e o tempo em que única preocupação era escolher a melhor brincadeira para o recreio. Fizeram-me lembrar a minha professora primária, e a humilde escola que me viu crescer. Ser adulto é guardar uma enorme saudade de sermos crianças. Hoje estou com saudades. Saudades de tudo.

tumblr_l9dbofbyed1qbkr4bo1_500.jpg

 

Completas-me

Há muito que os nossos olhares se cruzaram. Naquele dia, embriagados pelas luzes de uma noite de festa e uma roda gigante de pessoas barulhentas. Abeiraste-te de mim e num inocente gesto, ajoelhado aos meus pés "queres casar comigo?". Nada aflita agarrei a tua mão e dançamos noite dentro. Como se aquilo significa-se "sim", e eu nem te conhecia. As estrelas estavam a conspirar a meu favor. E eu adorei. Detestava passear de mãos dadas contigo pela rua. Eram raras as vezes que te agarrava. E te beijava publicamente. Dificilmente declarava o meu amor por ti. Era livre. Espontânea. Divertida. Amarga. Estranha. Era no fundo estranhamente eu, fiel a mim, e à nossa perfeição. Não me preocupava que nos achassem estranhos de nós. Porque os estranhos eram eles. Invadiam o nosso café, com os seus beijos melosos e os abraços que não se descolavam. O meu olhar perplexo colava-se neles, e quase me distraía de ti. Como eu gostava do nosso amor livre. Eu saía com os meus amigos e tu com os teus. E no dia a seguir a saudade até parecia maior. Queria correr para te contar como senti a tua falta, como me senti incompleta sem estares ali. Era como se todos os dias te amasse de novo, mas melhor. Os castelos encantados. As noites quentes. O brilho no teu olhar. As saudades que eu tenho daquele amor, de nunca te disse, mas que era só nosso, que me deixa estranhamente apaixonada por ti. Até hoje. E até sempre. Porque te amo. E tu amas-me?"

IMG_20160608_103616.png

 

* Completas-me é a rubrica mais recente, do blog da Carolina. Em nome do amor ela desafiou-me a escrever para a sua rubrica. Não poderia estar mais feliz com o resultado. Espreita a doce Carolina e a forma como me

completou.

És único, que se dane o especial

Acordei com a certeza que não és para sempre. Porque o sempre é uma eternidade e a eternidade é muito, para quem vive com pressa. Acordei com a certeza que és único. E que privilégio o meu. Há quem lute com bravura pela conquista mágica do e viveram felizes para sempre. Eu e tu quando somos nós, somos bravos, arrojados e felizes. E o para sempre que se lixe, que se dane, escrito em calão. Sempre é muito, o único é intenso e concede-nos a oportunidade de exclusividade. Vamos viver tudo o que houver para viver, uma única vez..

IMG_20160607_101419.png

 

Ela é especial

Conheces alguém que dizes que é especial. Envergonhado aos teus amigos dizes que é uma amiga nova. Entretanto ela já é mais amiga do que as outras, mas é só uma amiga. Uma amiga a quem tu dás o bom dia, uma amiga a quem perguntas o que está a fazer, uma amiga de quem esperas uma mensagem de boa noite e se não chega, na manhã seguinte vais reclamar pela certa. Contudo ela não é tua namorada. É só uma pessoa especial e quando te dás de conta, ela é mais do que isso. É muito mais especial do que aquilo que imaginavas. Quando ela é a tua amiga especial, já tudo o resto, até ali, é muito mais espacial do que pensas. E já agora se é especial, porque não para sempre?

tumblr_nkymd6WGWl1u1xu32o1_500.png

 

Não sei ao que sabe, mas sabe bem

Sempre me disseste para acreditar mais em mim. Para pegar na minha energia e transforma-la em garra, acorrentando-me aquilo que mais quero. Quis e quis muito. Quis tudo. Mesmo quando não estavas lá, porque me lembrei das infinitas vezes que me disseste que seria capaz. Fui. Superei-me. Dei muito de mim. E muito de ti, porque correste o tempo todo comigo. Ora na sapatilha, ora na lembrança. E consegui o que tinha lá deixado. Ainda não sei a que sabe, mas sabe bem.

IMG_20160605_011842.png

 

Quero acreditar que tudo é possível

Não me digas que não sou capaz. Não me digas que os sonhos são apenas sonhos e que o mundo não se importa o suficiente. Não me digas que a idade deve impor-nos juízo e que ter juízo é deixar de sonhar e de querer sempre melhor do que temos. Não me digas que a verdade já não merece ser dita. E que a imaginação deve sempre ter os seus limites. Não me derrubes. Não me contes histórias que terminam mal para afastar de mim a minha coragem e a minha vontade. Não me imponhas medos que (ainda) não tenho. Não queiras que tropece quando passeio de cordão despertado. Não queiras que desista sem ter tentado tudo. Não me digas que não. Não me contraries. Hoje, só me apetece acreditar que tudo é possível.

IMG_20160417_184059.jpg

 

És soberbo

Quis escrever-te. Quis definir-te. Dar o meu melhor a jogar as palavras no papel. E depois percebi que por mais fonéticas que borre no caderno, as palavras nunca estarão à tua altura. És soberbo. És presente. És agora. És tudo. E seria patético tentar escrever-te em meia dúzia de sílabas. Nenhuma enumeração, por mais longa que fosse, te explicaria. Não há perfeição, maior que a nossa. De cada vez que me lembro, aquilo que nunca esqueço, estás aqui, ainda e sempre. Não é que seja infinito, simplesmente não acaba. Desculpa cansei de te escrever, sinto e sinto muito.

FB_IMG_1463221960430.jpg

 

A menina de olho azul cresceu e continua criança

Crianças. Elas são rebeldes. Livres. Espontâneas. Criativas. Festivas. Apaixonantes. Ternas. Aventureiras. Sorrateiras. Incríveis. Mágicas. Brincalhonas. Vivas. Sonhadoras. Tenho saudades daquele compromisso com as bonecas e da preocupação de arrumar os brinquedos que espalhava pela casa. Tenho saudades de ensinar o meu boneco palhinhas a ler, e de me sentar no banco de madeira da mesa pequenina no centro da sala. Depois de um dia escola, as brincadeiras multiplicavam-se com os peluches e por muitas horas era só eu e aquele meu mundo de criança. A menina do olho azul cresceu a brincar, a brincar com a vida, para que ela não brinca-se com ela. Hoje já não sou mais criança, dizem os documentos sérios e burocráticos. E estão tão enganos. Eu sei que ainda o sou, quando olho nos teus olhos e me rio apaixonada como uma criança a olhar um algodão doce. E aí os sonhos de pequenina voltam, como se nunca tivesse crescido de fato.

aviary-image-1464735046494.jpeg

 

Pág. 2/2